Os 10 pratos de comida mais estranhos do mundo

0

Você já deve ter visto algum programa na televisão onde são servidos pratos de comida no mínimo “curiosos” ao redor do mundo. O livro Extreme Cuisine – “Cozinha Extrema”, elaborou uma lista dos 10 alimentos mais “estranhos” e onde eles são vendidos.  E ai, tem coragem de encarar algum?

10 – ESCORPIÃO FRITO

País/Região – Cingapura

Você deve estar se perguntando, mas escorpião não é venenoso? Como pode ser comida? A resposta é sim, mas como o animal é cozido antes de ser frito em óleo, as altas temperaturas no momento do preparo, acabam por desencadear uma reação química que neutraliza o veneno, portanto, fazendo com que o bicho seja comestível. Você come inteiro, das garras até a cauda. O escorpião mais consumido é o escorpião-negro, pelo fato de ser maior e menos venenoso que o escorpião marrom.

O escorpião é bem popular na Ásia. Boa parte do povo asiático degusta o petisco usando hashi.

9 – FILÉ DE PEIXE VENENOSO

País/Região – Japão

O peixe venenoso é o fugu ou baiacu, que tem muita tetrodotoxina, um veneno dez vezes mais forte que o cianeto. Para que não seja prejudicial, é retirada uma bolsa perto das brânquias com o veneno. Depois, o chef fura essa bolsa e espalha sobre a carne do peixe uma pequena dose da toxina com intuito de provocar certo efeito alucinógeno em quem consome.

Mas para preparar a comida, tem que ter muito preparo. Por conta dos riscos de ingestão, os cozinheiros e chefs de restaurantes são exaustivamente treinados até ganharem o aval para preparar o fugu para consumo. Mesmo assim, vinte pessoas morrem por ano, intoxicadas pelo veneno.

8 – FAROFA DE FORMIGA

Foto: Sugestões para Caçapava

País/Região – Brasil

Aparece no cardápio rural e em certas áreas do Sudeste. É “usada” a içá ou saúva e dizem que tem gosto semelhante ao do amendoim. Além de ser usada em farofas, ela pode ser torrada com tempero ou congelada para comer ao longo do ano. Além disso, assim como outros insetos, as formigas são ricas em proteína e apresentam baixo teor de gordura e alto teor de fósforo.

7 – MORCEGO À CAÇAROLA

País/Região – China, Vietnã, sudeste da Ásia

Os morcegos que podem servir de comida para os humanos são os que se alimentam de frutas. Pelo fato de não serem venenosos e por terem uma dieta saudável, os morcegos frutívoros apresentam baixo teor de gordura e uma carne semelhante ao frango. Além da caçarola – guisado de carne, vegetais e batata, outras pedidas são a sopa e lasanha de morcego.

6 – CANGURU AO VAPOR

País/Região – Austrália

Comer cangurus começou com os nativos australianos que cortavam o animal em partes e mandavam ver. Hoje em dia, a carne é picada e cozida em vapor, com adição de bacon, sal e pimenta. Até o rabo é aproveitado para fazer sopa. O gosto é comparado a carne de avestruz, sendo bem avermelhada.

Os pratos feitos com canguru são vendidos em mais de 900 restaurantes, desde pizzarias até serviços de quarto em hotéis cinco estrelas.

5 – SOPA DE CACHORRO

País/Região – Coréia do Sul, Sul da China, Hong Kong

Um cardápio no mínimo polêmico para nós ocidentais. Mas, entre os coreanos, o cachorro é considerado bastante energético e, de acordo com a crença, melhora o desempenho sexual dos homens. Além da carne, a sopa leva legumes e tem um cheiro forte por conta do tempero, que, em geral são especiarias como açafrão, cravo e canela.

A venda da carne de cachorro já foi proibida por conta de protestos. Mas, na Coréia do Sul, onde a fiscalização é fraca, é muito comum encontrar restaurantes que fornecem o prato.

4 – OMELETE DE LARVA DO BICHO-DA-SEDA

País/Região – Tailândia, China

Na China, as larvas são fritas junto com a cebola cortada e um molho grosso ou misturadas em omelete com ovos de galinha. Caso não curta a textura do recheio, é possível comer a crisálida, a “embalagem” da larva, que parece uma casquinha crocante, bem semelhante a um salgadinho.

3 – CÉREBRO DE MACACO

Foto: O Gato Ninja

País/Região – África

Há muito tempo, os africanos já tinham o costume de se alimentarem de miolos de primatas. Primeiro, lava o cérebro com água fria, depois acrescenta vinagre ou suco de limão, tirando membranas e vasos sanguíneos da camada mais superficial. Por fim, é conservado na salmoura e após esse processo, é colocado pra cozinhar. O macaco, em todas as suas espécies, o órgão  rico em fósforo, proteínas e vitaminas.

2 – CALDO DE TURU

Foto: Blog Espaço Aberto

País/Região – Brasil

Turu é um molusco de cabeça dura e corpo gelatinoso, ele é pequeno, tem a grossura de um dedo e vive em árvores podres, caídas. Ele é consumido na ilha de Marajó e no interior da Amazônia vivo e cru, em caldo com farinha ou em moquecas. O bicho é rico em cálcio e é afrodisíaco. O gosto lembra ao dos mariscos.

1- CARANGUEJEIRA FRITA

Foto: AP/G1

País/Região – América do Sul, sul da África, Austrália

Precisa ter coragem para ver um animal como a aranha como um prato de comida, certo? Mas tanto a caranguejeira, como a tarântula são espécies que não são venenosas.  Ambas são as mais consumidas ao redor do mundo. A parte mais cobiçada da aranha é o abdômen, por ser o local onde fica a maior parte da carne. Na cabeça estão as vísceras e no resto do corpo não há muito em que possa ser aproveitado.

Os maiores consumidores de caranguejeira são os índios na América do Sul e os aborígenes na Austrália.

Compartilhe.

About Author

Vinicius Reche

Tinha o sonho de ser jogador de futebol. Apaixonado por todos os tipos de esportes, tem como principal desejo, viajar por todo mundo para curtir lugares novos, e experiências únicas. Atualmente, cursa o último ano de Jornalismo na Universidade Metodista de São Paulo.

Leave A Reply

1 2 3 4 5